Mais que mil

Podia terminar aquilo que comecei – os posts rascunhados, por exemplo.

Podia falar sobre o monólogo dos loucos de Nova York, uma lição de solidão e de medo.
Da falta que vai fazer o cheiro de pão e de neve.

Essa espera.
A grande espera pelo sol, e de tudo que ele representa.

Falo então de árvores, mais do que de arranha-céus. Dos milhares de árvores e jardins e pessoas aguardando a primavera. Dos brotos tímidos e ressequidos ainda, a longa espera pela primeira chuva gentil da estação (a de hoje, meio morna e contínua), e o ar que se prepara para ficar carregado de pólen e cheiro de flor.

Falo de gente que está, agora, a guardar e a esquecer os casacos no armário de cima. E eu, voltando.

Volto, mas Nova York vem comigo.

IMG_3627

041

067

IMG_3642

IMG_3964

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: